Automação de caldeira equipado com inversores ABB
Potência Instalada: 200KW/380V
Capacidade: 8,0 Toneladas/hora
Exaustor, insuflador e bombas d’agua equipados com inversores de frequência.

Automação de processo
Através de controle PID diretamente nos inversores, onde a rotação dos motores varia de acordo com a pressão do vapor, a pressão negativa da fornalha e com o nível de água.

Principais vantagens
* Eficiência energética;
* Funcionamento simplificado;
* Baixo custo de implantação;

♦ Painel montado em Conformidade com a NBR5410 e NR10
♦ Os barramentos são protegidos contra toque acidental através de termoencolhível 1,0kV e compartimentação metálica removível.
♦ O disjuntor geral é equipado com manopla rotativa externa IP54 com suporte para cadeado.
♦ Chapas de montagem galvanizadas, garantindo a equipotencialização e aterramento das partes metálicas.
♦ Sinalizações de advertência, bem como identificação de todos os componentes.
♦ Comando em extra baixa tensão 24VCC.
♦ Fechadura com chave Yale e suporte para cadeado.

• 42% da eletricidade no Brasil é consumida pela indústria.
• 50% deste consumo, aproximadamente, é devido a sistemas motrizes. Ou seja, os mesmos respondem por 21% do consumo total de energia no Brasil, que significa 92 TWh/ano (92.000.000 MWh).
• 10% de redução prevista pelo PNEF até 2030, a uma taxa de crescimento de 100% a cada 20 anos, corresponde a uma redução de 1%/ano. Considerando metade na geração e metade no consumo, para sistemas motrizes a economia estimada é de 460GWh/ano.
Fonte: Empresa de Pesquisa Energética –Ministério de Minas e Energia
Em nossas indústria é comum encontrarmos sistemas de controle de vazão e pressão ultrapassados, através de válvulas de estrangulamento, by pass e sistemas liga/desliga.
Além do desperdício de energia, esses sistemas provocam o desgaste prematuro das partes mecânicas, instabilidade nos sistemas e algumas vezes necessitam da operação manual.

Com o conhecimento do processo e levantamento de dados da aplicação, elaboramos um estudo da viabilidade econômica e retorno de investimento. No caso apresentado acima, o retorno de investimento ocorreu em oito meses, em função da economia de energia elétrica e principalmente de lenha, na casa de 3,0m³ por dia.